04/06/2009

Eu to ficando velho?

"Nossos ídolos ainda são os mesmos..."


Hoje, no almoço, estávamos conversando sobre a Juventude. Não sobre os jovens, mas sim sobre essa fase da vida em que você descobre que não é mais criança, que tem que tomar decisões sérias que vão trazer consequências mais sérias ainda.
Não, não foi uma conversa tão séria assim(rs). Pelo contrário, nos divertimos bastante pensando nas dificuldades que passamos nessa época.

Pense bem: existe Estatuto da Criança e do Adolescente e Estatuto do Idoso. Mas e o nosso estatuto, não tem porquê?
Acho que vou sugerir um, enviar pro Congresso um modelo. Vai ter que começar assim:

Artigo I - Bem vindo ao Mundo Real: agora você tem contas pra pagar, responsabilidades a cumprir e, acredite se quiser, não tem ninguém pra te ensinar como fazer isso. Se vira e aprende!

Estou exagerando, sei. Mas é só pra fazer um drama e chamar atenção para um fato: eu estou virando adulto!
Por mais que pareça uma atitude infantil tenho que admitir que isso assusta. Cada dia que vai passando sinto que minhas responsabilidades aumentam no mesmo ritmo em que se alteram minhas prioridades.
Minhas escolhas de hoje são muito diferentes das de um ano atrás. Eu sei, o mundo gira e "aí surgem outros valores, vindos de outras vontades", como diz a música.
É natural, mas dá medo!
Estou crescendo, ganhando maturidade, virando adulto, ficando velho!

E quando cheguei a essa conclusão?

Ontem, quando entrei na DiscoMania desesperado por um disco da Maria Bethânia.
Não da Pitty, Gabriel OP, Jota Quest (que são ótimos também, claro!).
Eu paguei R$55, num disco da Maria Bethânia!!!

Isso pode não representar nada pra você, meu caro leitor, mas há alguns anos atrás seria totalmente impensável pra mim. Afinal, zoava meu pai por gostar dela, haha
Ahhh, se eu soubesse antes quem é ela... linda, fantástica, mito.
(Meu Deus... eu estou falando da Maria Bethânia?!?!?!?!?!)

Semana passada comprei Chico Buarque e na semana que vem (ou hoje ainda, se der tempo) devo comprar um do Roberto Carlos (ahhhhhh) com Caetano Veloso.
Estou louco. Deve ser isso. Até Ney Matogrosso me deu vontade de comprar um dia desses. Ney matogrosso! Isso deve ser sinal de insanidade...
Sem falar de Elis Regina, Tom Jobim, Milton... que já sou apaixonado há um pouco mais de tempo.

Gente, isso é normal? Será que to ficando realmente velho?

OBS.: Depois posto minhas impressões sobre "Brasileirinha", a obra-prima da "Abelha-Rainha".
("Abelha-Rainha" você já deve estar imaginando quem é né? Sim, ela mesmo. )

4 comentários:

mdany disse...

Olá Jader!!!
Tomei a liberdade de seguir seu blog,estava lendo seus post e gostei muito,esse mesmo "Eu to ficando velho?"
Um máximo,quero acompanhar seus post de perto e quero dizer que tb cheguei nessa faze....Maria Betânia é maravilhosa,musicas de bom gosto,Caetano e roberto então amo eles....são musicas que afinam os ouvidis...rsrsr!
Ótimo!!! beijoks!

Thayra Azevedo ♥ disse...

Velho não amigo. Eu direi maduro! Você só está amadurencendo a alma e os pensamentos, se apaixonando por música boa e participando da história da cultura brasileira.

Beijos
Fique com Deus

* * Aline Rodrigues * * disse...

às vezes quando tenho um dia inteiro de adulta (decições importantes no serviço, correria com faculdade, obrigações da vida etc) acabo o dia durmindo abraçada com meu urso de pelúcia..

Gabriel Araujo disse...

"Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais"... ou como nossos avós, como é meu caso. Nessa minha recem-descoberta de paixao pelo samba acabei ouvindo do meu pai: "Seu avo ouvia essas musicas e saia pra sambar no rio, como voce esta fazendo". rsrsrs